[Produtividade]: Como eliminar os 5 vilões e alavancar os resultados imediatamente

Descubra agora quais são os 5 vilões que te impedem de ser mais produtivo e de ter resultados gigantes nos seus negócios.

Como você se sente ao final de um dia de trabalho? Você se sente cansado, um tanto quanto estressado?E, além disso, com a sensação de que nada rendeu ao final do seu dia de trabalho e que as 24 horas não foram lá suficientes para tudo que havia planejado fazer? Pois é, muitas pessoas passam pelo mesmo dilema todos os dias. Eu mesmo já passei por isso, quando estava no meu primeiro emprego, em uma multinacional de telecomunicações.

Quando você se depara com a demanda de trabalho, que geralmente, é do tipo “cavalar” com prazos curtos na segunda quinzena do mês e outros com prazos atrasados por questões de processos internos, de terceiros e de parceiros.

É normal que você se assuste, quando vêm a avalanche sem ter para onde correr. A pressão sobe e tudo vêm com senso de urgência.

Mas, não é normal que você se acomode e interprete esses fatos como normais, que sejam assim mesmo, ou então, que não seja necessário fazer nada a respeito.

Ao contrário, é uma excelente razão para tomar uma atitude em favor de si mesmo e se destacar.

Assim como eu percebi e, a essa altura do campeonato, você também já deve ter percebido.

Existem hábitos que, se você não mudar, podem prejudicar não só a sua produtividade, mas também a qualidade dos seus resultados.

Se você deseja descobrir quais são os hábitos que mais detonam a sua produtividade. Continue lendo esse artigo.

Você aprenderá algumas dicas simples, fáceis e de aplicação imediata de como evita-los e como solucioná-los de modo que você se torne mais produtivo, melhore a qualidade do seu trabalho e alavanque seus resultados.

Primeiramente, é importante que você faça um raio X de si mesmo e do seu dia de trabalho, por no máximo, uma semana.

Em seguida, faça uma análise. Conheça bem os maus hábitos que te impedem de ser mais produtivo e torne-os bons hábitos.

Isto é essencial para que você chegue ao fim do dia com o sentimento de felicidade e realização.

Portanto, a seguir, verifique se algum destes 5 vilões da produtividade estão presentes na sua rotina.

EXCESSO DE INFORMAÇÃO

Seja no meio profissional ou pessoal, a internet se tornou uma ferramenta predominante para quase tudo.

É verdade, que ela trouxe inúmeras vantagens e facilidades em termos de acesso à informação, contato social e entretenimento.

Por outro lado, ela trouxe um novo problema, o excesso de informação.

Estas, se não estiverem de acordo com o seu propósito e, se você não fizer algo a respeito, certamente se tornará uma avalanche de informações.

Além de resultar em problemas à sua própria saúde.

Só por curiosidade.

Você sabia que mais de mil novos títulos de livros são editados em todo o mundo?

Sabia que uma edição do The New York Times contém mais informação do que um cidadão do século XVII receberia em toda sua vida?

Você sabia que o excesso de informações podem causar sequelas neurais? Parece exagero, né? Mas, é verdade.

Segundo o médico da USP, Luiz Vicente de Mello, o excesso de informações processadas, sem descanso, podem levar à exaustão neural, estresse cognitivo e desenvolvimento da síndrome de “burnout”.

Ou seja, um distúrbio psíquico de caráter depressivo precedido de esgotamento físico e mental.

Diante disso, como lidar com o excesso de informação?

Aí vão algumas dicas que você pode aplicar agora mesmo.

Conheça sua rotina de trabalho, elimine o que te ocupa e não traz resultado e identifique o que tira seu foco;
Defina bem suas metas e objetivos e quais informações são importantes para a conclusão delas;
Elimine o hábito do adiamento de assuntos. Em algum momento, se acumulará e virará uma bola de neve;
Defina os melhores dias e horários para aprender novos assuntos;
Defina janelas de atividades intercalando com as de descanso.

REDES SOCIAIS

Elas estão aí para conectar você com a equipe de trabalho, com a família e com os amigos.

Em um alto índice de acesso, muitos concordarão que esse vilão também toma uma parcela do dia de trabalho e impactando na produtividade.

Quem nunca ficou com a tela do Facebook aberta durante o período de trabalho e respondia às mensagens conforme as recebiam?

Em ambientes corporativos o acesso às redes sociais é bloqueado, mas você tem o celular em mãos com a rede de dados que te oferece Facebook e Whatsapp de graça! Livre para seguir conectado.

Um perigo!

A cada período, mesmo que não tenha nenhuma mensagem, você pode estar lá checando se, além de mensagem, há algo novo.

Portanto, perdendo tempo durante o período de trabalho.

Isso não significa que você deva excluir as redes sociais de sua vida, mas sim controla-las para que não prejudiquem na sua produtividade e nos resultados que você deseja alcançar.

O que fazer nesse caso?

Aí vão algumas boas dicas para uso imediato.

Determine um horário do dia para acessar às redes sociais. Avise familiares, amigos e namorado (a), marido/esposa do motivo;
Desative o “feed” de notícias do Facebook e deixe as mensagens no silencioso. O mesmo vale para o Whatsapp;
Se necessário, desative a conexão de dados e wi-fi;
Se mesmo assim não resolver, desligue o celular e deixe-o guardado na bolsa ou mochila;
As redes sociais podem ser acessadas, por exemplo, durante um período de descanso.

E-MAIL

As redes sociais foram deixadas de lado mas, agora, você está ancorado na caixa de e-mail revisando a cada 5 minutos. Chegou um novo e-mail, você o lê e, sendo importante, logo o responde. Você recebe algo importante e diz: “só um minuto estou respondendo a este e-mail que acabei de receber”.

Esse é um problema comum com todos, porque é a forma mais comum de comunicação no meio profissional. Parece que esquecemos que estamos a poucos passos do destinatário ou até mesmo que temos a linha telefônica de trabalho para realizar chamadas de voz.

Como você pode puxar âncora do e-mail e resolver esse entrave?

Umas sacadas muito simples podem ser adotadas no dia a dia.

Determine dois horários específicos no dia para ler e responder e-mails que são importantes;
Delete aqueles que não são;
Comunique aos membros da equipe e envolvidos e explique a razão da atitude;
Comunique que estará disponível ao celular para resolver questões que sejam importantes e urgentes;
Descadastre-se de listas que não são mais do seu interesse.

REUNIÕES

Você está focado em um assunto importante e, de repente, te chamam para uma reunião.

Nenhuma informação foi transmitida anteriormente. Você interrompe o assunto e vai participar da reunião relâmpago.

Na verdade, nem precisa ser reunião relâmpago para ser assim, não é?

A verdade é que com essa interrupção e o seu consentimento, uma coisa é certa.

A sua produtividade está sendo afetada.

Inclusive durante a solução de um assunto importante que passa a: ter a probabilidade de:

ser adiado;
extender o seu horário de trabalho, ou;
leva-lo para conclusão em casa.
Pois bem, o que fazer?

Informe-se do assunto e tempo de duração;
Saiba se vão tratar da solução ou do problema;
Saiba se sua presença é realmente necessária.

PROCRASTINAÇÃO

Se, você:

realiza as tarefas que são mais fáceis e sem muita importância primeiro na sua lista de tarefas para logo se ver livre delas;
precisa de uma dose de motivação e bom humor para fazer aquelas que são mais importantes;
sai, frequentemente, para um cafezinho.
aceita participar de uma reunião recém informada, enquanto você estava no meio da solução de um assunto importante.

Certamente você está procrastinando sem perceber.

Esses, são casos típicos de procrastinação.

Ou seja, adiar coisas realmente importantes, ao invés de adiar ou eliminar as coisas sem importância e com falso senso de urgência.

Com algumas atitudes simples e rápidas, esse quadro pode ser alterado imediatamente:

Elimine da sua lista de tarefas os assuntos que se feitos e não trazem resultados;
Tenha na lista as tarefas importantes e fixe um tempo para a conclusão para cada uma;
Seja rigoroso consigo mesmo para seguir a lista em grau de prioridade dentro dos prazos definidos;
Se dê uma auto recompensa para concluir cada assunto, por exemplo, 30 minutos de descanso.

CONCLUSÃO
Tornar-se produtivo não é somente aplicar corretamente técnicas, métodos e ferramentas.

Mas também, conhecer bem a si mesmo, definir quais são os propósitos, identificar e eliminar os principais agentes que consomem nossa energia, estragam a produtividade, a qualidade do trabalho e os resultados.

Este é o primeiro artigo da série sobre produtividade.

Se você curtiu, deixe um comentário e compartilhe com os seus amigos!

Fonte: administradores.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.