CSN anuncia reajustes nos preços do aço para primeira quinzena de abril

Apesar do carvão ser a principal causa do aumento dos custos, a alta no preço do minério também contribui para o reajuste

| Foto: Divulgação

Conforme o diretor executivo comercial da CSN, Luis Fernando Barbosa Martinez, a elevação dos preços do aço é um movimento de repasse do aumento de custos com o carvão, que disparou nos últimos meses.

Em dezembro, o carvão era cotado a US$ 320 a tonelada, e agora já está entre US$ 650 a US$ 700 a tonelada.

Apesar do carvão ser a principal causa do aumento dos custos, o minério também contribui, segundo Martinez. O preço do minério de ferro negociado em Qingdao, na China, fechou hoje (15 de março) cotado a US$ 136,19 a tonelada.

No mês passado, a CSN já havia comunicado aos clientes do mercado de distribuição de aços planos que estava elevando seus preços com a retirada de parte dos descontos concedidos no último bimestre de 2021. (AE)

Fonte: O especialista

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.