Alunos de Engenharia Agronômica da Uniara finalizam curso voltado à piscicultura

Atividades, divididas em quatro módulos, foram ministradas na Fazenda-Escola e na unidade IV da universidade

Alunos da graduação de Engenharia Agronômica da Universidade de Araraquara – Uniara finalizaram, nesta terça-feira, dia 25 de abril, um curso voltado à piscicultura. As atividades, divididas em quatro módulos, foram ministradas pela professora Silvia Patrícia Carraschi Oliveira, na Fazenda-Escola e na unidade IV da instituição.

A docente explica que o objetivo foi promover a capacitação do futuro profissional, na área de criação de peixes. “Um engenheiro agrônomo trabalha com produção de animais, de uma forma geral, o que abrange o cultivo de peixes. É uma linha que poderão seguir no mercado”, comenta ela, mencionando que, em Araraquara e na região, há muitas áreas para a atividade, mas que ainda não existem muitas pisciculturas. “Os polos de produção estão em Mato Grosso e Rondônia”, esclarece.

No primeiro módulo, abordamos a anatomia do peixe de uma forma geral – fisiologia, morfologia, reprodução – e fizemos uma necropsia de seus aspectos externos e internos. No segundo, analisamos variáveis de qualidade de água – temperatura, pH, oxigênio, alcalinidade, dureza, condutividade, transparência, produção de fitoplânctons e zooplânctons -, e os níveis mínimos dessas variáveis que devem ser mantidos para que o peixe alcance o final do ciclo”, detalha Silvia.

No módulo seguinte, a professora conta que as enfermidades foram o tema. “Estudamos doenças que podem acometer esses animais durante o ciclo, como parasitoses, bacterioses e viroses presentes no ambiente”, diz.

Já no último, os estudantes aprenderam conteúdos sobre uma caracterização geral dos tipos de sistemas de produção, um pouco sobre legislação ambiental na aquicultura, tipos de investimentos para retirar um licenciamento ambiental, e também sobre economia, valores e os custos de uma implantação de piscicultura. “Hoje, sabemos que, no Brasil, a tilápia é o peixe mais cultivado, apesar de exótico. Ela se adaptou muito bem às condições ambientais. Em segundo lugar, temos os peixes redondos, como tambaqui, pacu e pirapitinga, cultivados tanto em viveiros escavados quanto em tanques-rede. Hoje, fechamos toda essa ideia de economia, legislação e sistemas de produção e, para finalizar, eles fizeram uma atividade na qual puderam mostrar tudo o que entenderam”, finaliza Silvia.

Foram entregues certificados de conclusão. Informações sobre o curso de Engenharia Agronômica da Uniara podem ser obtidas no endereço www.uniara.com.br ou pelo telefone 0800 55 65 88.

Fonte: Portal Novidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.